Web Summit: Os termos mais utilizados na edição de 2017

Antes de explicarmos os termos mais utilizados e falados no evento, queríamos começar por explicar o que é o Web Summit.

O que é o Web Summit?

O Web Summit é a maior conferência de empreendedorismo, tecnologia e inovação da Europa, que decorreu em Lisboa pela segunda vez, entre 6 a 9 de novembro de 2017. O Web Summit nasceu em 2010, em Dublin, na Irlanda, pelas mãos de Paddy Cosgrave. Nesse mesmo ano, Paddy reuniu apenas 400 pessoas da comunidade tecnológica local em Dublin. No ano seguinte, o número triplicou e este ano, em Lisboa, a organização contou com a presença de 60 mil pessoas.

 

websummit-termos

 

Seguimos então para os termos mais utilizados no Web Summit 2017.

Startup

Muitas pessoas dizem que qualquer pequena empresa no seu período inicial pode ser considerada uma startup. Outras defendem que uma startup é uma empresa com custos de manutenção muito baixos mas que ainda assim tem potencial para crescer rapidamente e gerar lucros a médio/longo prazo.

Existe ainda um conceito mais definido e reconhecido por especialistas e investidores: uma startup é um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios estável e escalável, muitas das vezes trabalhando em condições de incerteza e insegurança.

AI

AI — Artificial Inteligence — em português, inteligência artificial. É um ramo da ciência da computação que programa e desenvolve sistemas informáticos que simulam a capacidade humana de pensar, interpretar e tomar decisões com o objetivo final de resolver problemas.

VR

VR — Virtual Reality — em português, Realidade Virtual. É uma experiência de visualização que utiliza um dispositivo ocular, mostrando-nos imagens em 360º. Para obter essa experiência, o utilizador precisa de utilizar uns óculos apropriados. Por ser uma experiência em 360º, a pessoa pode movimentar-se dentro da imagem e dá a impressão de ter sido transportada para espaço virtual. Essa sensação de presença é explicada por várias investigações na área da neurociência: o que na verdade a realidade virtual está a fazer é um truque com o cérebro, a experiência imersiva faz com que o participante acredite de facto que está presente num mundo virtual.

 

Web Summit - Sophia the Robot

 

IoT

IoT — Internet of Things — em português, Internet das Coisas. Não é nada mais nada menos que um conceito adicionado à Internet que existe atualmente. É uma rede que permite aos objetos do dia a dia (como por exemplo: veículos, eletrodomésticos, lâmpadas, entre outros) conectarem-se à internet.

ROI

ROI — Return on Investment —, em português, retorno sobre investimento. É a relação entre a quantidade de dinheiro ganho/perdido com a quantidade de dinheiro investido.

Machine Learning

Machine Learning é a ciência de computação que nos permite ter computadores que ajam sem que tenham sido programados para fazer uma determinada tarefa. Na passada década temos vindo a observar o uso desta ciência nos carros que guiam sozinhos, no reconhecimento de voz nos smartphones ou até mesmo na eficiência dos resultados de pesquisas no Google. É algo que nós todos utilizamos sem darmos por isso.

 

Web Summit - Al Gore

 

Big Data

Podemos definir o conceito de Big Data como sendo conjuntos de dados extremamente amplos e complexos e que, por este motivo, necessitam de ferramentas especialmente desenhadas e desenvolvidas para lidar com grandes volumes de informação, de forma a que toda e qualquer informação possa ser encontrada, analisada e aproveitada no menor espaço de tempo possível.

Bitcoin

Acima de tudo é dinheiro virtual. São códigos encriptados, para os quais existem carteiras próprias na web ou no computador, cuja emissão e transmissão não é controlada por nenhum banco central ou Governo. As transações são feitas por uma rede de computadores distribuída pelo mundo inteiro, cujo histórico é aberto e transparente, sendo guardado numa base de dados a que se chama blockchain.

 

Com o Bitcoin fechamos uma lista dos termos mais utilizados no Web Summit. Se nos faltar algum, diz-nos nas redes sociais ou nos comentários deste post.

Se ainda quiseres ver algumas das fotografias que partilhamos nas redes sociais, passa no nosso FacebookTwitter ou Instagram.